sábado, 29 de maio de 2010

Giddens e a dificuldade em se produzir uma análise política com profundidade...

No post abaixo, você poderá conferir reações críticas à tentativa do sociólogo Anthony Giddens em situar a derrota do trabalhismo inglês nas recentes eleições ocorridas no país. Fico contente com os comentários, pois, revelam argúcia e capacidade de discernimento do que (não) está em jogo nas análises feitas no calor dos acontecimentos.

Sim! Giddens é um grande cientista social. Não vou dizer que é o mais importante da atualidade, pois, vocês sabem!, acho esses "campeonatos de importância" expressões de provincianismo. Nem sempre acerta a bola no canto, quando o assunto é política contemporânea. Tudo bem! Mas, dado que foi um dos articuladores do chamado "Novo Trabalhismo", suas opiniões são importantes. E, no meu entender, revelam mais as posições de um ator do que aquelas de um autor.

Quanto ao Bourdieu, convocado para dar força ao argumento pelo Cadu, acho que é isso mesmo: um grande cientista social, mas um ator político, no mínimo, "complicado".

2 comentários:

Anônimo disse...

Caro Edmilson,

conversei com cadu a respeito e já havia expressado pra ele mais ou menos a mesma opinião que você mencionou.
Acho que é preciso compreender os objetivos do texto e do ponto de vista mobilizado pelo produtor do artigo para compreender as razões de ser de se defender determinadas teses.
No texto, conforme você já mesmo disse, temos Guiddens ator e não autor.

abs.

Daniel Menezes

O Pescador disse...

ah! Pois é, né?!... eu sempre acabo esquecendo o lado "homem plural" de Giddens: o "homem de partido" que atua no campo político de um lado; e o "homo sociologicus" que atua no campo intelectual, do outro.(rs)