sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Moda e sofrimento social

Há beleza na modelo? Sim, claro. E também nas suas vestes e no penteado. Mas, e essa é uma questão que não me sai da cabeça, que tipo de vida essa menina promove? Que tipo de comportamentos ela inspira? E mais: quanto sofrimento social alimenta (das meninas gordinhas, por exemplo)?

3 comentários:

(¯`·._.·[Cris]·._.·´¯) disse...

Existe hoje um movimento, dentro do próprio mundo da moda, recusando modelos que estejam abaixo de um certo peso. Eles também questionam o fato de que a moda deveria ser destinada a mulheres "mais reais". Essas modelos anoréxicas estão se tornando pouco a pouco - talvez devagar demais - mais raras.

(¯`·._.·[Cris]·._.·´¯) disse...

Aproveite e leia a breve reportagem da BBC que reproduzi no meu blog: http://faxinadamemoria.blogspot.com
Aliás, de onde vem esse repentino interesse pelo mundo fashion?

Edmilson Lopes Júnior disse...

Cristina,
gostaria de ser demagogo e dizer "nada do que é humano me estranho". Mas, como sou demagogo só pela metade, digo a verdade: gosto de moda, pela tabela, porque gosto de Simmel.