domingo, 28 de fevereiro de 2010

Dilma continua subindo nas pesquisas

Agora é que as bordoadas serão fortes. Dilma continua subindo... Confira a matéria abaixo, publicado na Folha Online.

Painel da Folha: Queda da vantagem sobre Dilma deve ampliar especulação sobre desistência de Serra

Pesquisa Datafolha publicada na edição de domingo da Folha (íntegra para assinantes do UOL e do jornal), mostra que a ministra petista Dilma Rousseff (Casa Civil) cresceu cinco pontos nas pesquisas de intenção de voto de dezembro para janeiro, atingindo 28%.
No mesmo período, a taxa de intenção de voto no governador de São Paulo, José Serra (PSDB), recuou de 37% para 32%.
Com isso, a diferença entre os dois pré-candidatos recuou de 14 pontos para 4 pontos de dezembro para cá.
Esse resultado deve ampliar a especulação sobre a perspectiva de desistência do governador paulista, informa o "Painel" da
Folha, editado por Renata Lo Prete. No entanto, a coluna diz que a porta de saída de Serra "tornou-se minúscula".
O "Painel" diz ainda que a pesquisa ampliará a pressão tucana para que o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), aceite ser vice de Serra.
De acordo com a coluna, os resultados do Datafolha também tiram fôlego da intenção do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) de disputar a Presidência.
A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada entre os dias 24 e 25 de fevereiro. Foram ouvidas 2.623 pessoas com maiores de 16 anos.
Leia a matéria completa na
Folha deste domingo, que já está nas bancas.

3 comentários:

Esdras disse...

Se Dilma é tão boa candidata e Serra não tem chances contra o Cara, pq os petistas tem tanta sede na desistencia do Serra?

Não entendo!

Blog do Thadeu disse...

Se o PT pudesse fazer passar a re-reeleição o teriam feito. Se tal artifício não fosse um gritante ataque aos ideal republicano e ao Estado de Direito, com certeza teríamos aqui uma nova Venezuela e congêneres. Dilma é a carta restante de um baralho já desgastado. O que impressiona não é seu crescimento, já que ela tem mais espaço de mídia do que o próprio Lula. O que impressiona mesmo é o PT, em si, engolir uma candidata ideologicamente incógnita e que, com certeza, governarpa cada vez menos com a anuência do partido. Nem preciso comentar sobre os movimentos sociais. Num governo Dilma, eles estarão totalmente à reboque.
Fico imaginando se a futura Camarada Presidente não vai tentar também alguma coletivização forçada... (exagero meu... hoje é domingo)...

Um abraço,

Thadeu.

Professor Alan Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.